24 de abr de 2007

Que demora...

Quando se entra no mercado de trabalho, o mais difícil é provar que somos competentes, profissionais e que principalmente cumprimos prazos. Para citar um exemplo, dos piores que eu já vi por sinal, vou contar uma história curtinha para explicar melhor o que ainda atrapalha o reconhecimento dos designers de interiores como profissionais de verdade.


A minha dentista iniciou uma reforma em seu consultório no final de dezembro do ano passado, com previsão de término para o fim de janeiro deste ano, aproveitando o período de férias de 70% de seus pacientes. Pois bem, eu só consegui marcar a minha consulta hoje, exatamente hoje, quatro meses depois do prazo previsto para a entrega da reforma completa de seu consultório. Como isso aconteceu? Um cronograma de obras mal feito, um orçamento que não cobriu todas as necessidades e parceiros que não eram de confiança fizeram o projeto dela se tornar um fiasco e o pior: ela acabou perdendo pacientes porque precisavam de atendimentos urgentes e recorreram à outros dentistas.


Assistindo uma palestra da ABD na semana passada, infelizmente fui obrigada a concordar com uma pesquisa que traduz a insatisfação das pessoas em relação ao nosso trabalho: 90% dos clientes que já precisaram dos serviços de Designers de Interiores ficaram decepcionados ou tiveram algum tipo de problema em relação ao trabalho realizado.


Para resumir, não basta ser Designer, temos que ser os melhores e provar cada vez mais que o nosso trabalho é de confiança e um dos melhores do ramo, trabalhando com parceiros e fornecedores de qualidade e que, principalmente, cumprem prazos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para dúvidas, sugestões, comentários ou qualquer outra informação que achar importante, deixe sua mensagem aqui!