27 de abr de 2007

Nova lei Cidade Lima! Limpa mesmo?

Entrou em vigor dia 01/01/07 a nova lei Cidade Limpa aqui em São Paulo. Mas o mais impressionante é que a cidade continua suja... Os outdoors estão sendo retirados e os rios continuam enchendo devido às chuvas e o lixo que é um dos principais motivos... Eu, como publicitária formada, não gostei muito da decisão, acho que o radicalismo não é a melhor forma de solucionar o problema de poluição da cidade, mesmo que seja apenas poluição visual.

Nós, designers, podemos nos beneficiar e muito com essa lei em vigor, trabalhando no restauro de fachadas, criar novas formas de demonstrar e chamar a atenção de um comércio através da decoração, mas não é só nisso que devemos pensar. O que deveríamos pensar também é que não adianta só tirar as propagandas das ruas e deixar prédios caindo aos pedaços, mendigos nas ruas, lixo nos bueiros e nos aterros ao invés de trabalhar com reciclagem e carros destruindo a camada de ozônio, além de outras coisas.


Mais do que ser bons designers, devemos ser designers cidadãos e fazer, através do nosso trabalho, uma cidade melhor de se viver.

24 de abr de 2007

Que demora...

Quando se entra no mercado de trabalho, o mais difícil é provar que somos competentes, profissionais e que principalmente cumprimos prazos. Para citar um exemplo, dos piores que eu já vi por sinal, vou contar uma história curtinha para explicar melhor o que ainda atrapalha o reconhecimento dos designers de interiores como profissionais de verdade.


A minha dentista iniciou uma reforma em seu consultório no final de dezembro do ano passado, com previsão de término para o fim de janeiro deste ano, aproveitando o período de férias de 70% de seus pacientes. Pois bem, eu só consegui marcar a minha consulta hoje, exatamente hoje, quatro meses depois do prazo previsto para a entrega da reforma completa de seu consultório. Como isso aconteceu? Um cronograma de obras mal feito, um orçamento que não cobriu todas as necessidades e parceiros que não eram de confiança fizeram o projeto dela se tornar um fiasco e o pior: ela acabou perdendo pacientes porque precisavam de atendimentos urgentes e recorreram à outros dentistas.


Assistindo uma palestra da ABD na semana passada, infelizmente fui obrigada a concordar com uma pesquisa que traduz a insatisfação das pessoas em relação ao nosso trabalho: 90% dos clientes que já precisaram dos serviços de Designers de Interiores ficaram decepcionados ou tiveram algum tipo de problema em relação ao trabalho realizado.


Para resumir, não basta ser Designer, temos que ser os melhores e provar cada vez mais que o nosso trabalho é de confiança e um dos melhores do ramo, trabalhando com parceiros e fornecedores de qualidade e que, principalmente, cumprem prazos.

13 de abr de 2007

Tempo curto...

Desculpe a demora para escrever novamente, mas devido uma série de acontecimentos pessoais não pude atualizar este blog. Agora com tudo solucionado, posso voltar às atividades.

Então, para recomeçar, gostaria de falar sobre a Feicon deste ano. Muitas pessoas que participaram o ano passado acharam a deste ano mais completa, e como sempre, imensa. Me senti atraida por muitos materiais e tecnologias inovadoras, mais ainda pela atenção daqueles que eram expositores. Como exemplo, gostaria de citar duas empresas que lá estiveram e que chamaram minha atenção: uma delas foi a Fórmica, que desenvolveu um material com aparência de metal mas é revestimento assim como os outros comuns, geralmente utilizados em madeira. A outra empresa que gostaria de citar é a Pial Legrand que disponibilizou, para todos, seus catálogos técnicos, que são excelentes aos profissionais que utilizam a iluminação em seus projetos.


Valeu a pena fazer contatos e pegar catálogos, pois quanto mais informações disponíveis você tiver para apresentar para seu cliente, melhor!

2 de abr de 2007

As flores e o design

Uma das coisas mais bonitas que eu já vi é a Expoflora que acontece todos os anos em Holambra/SP, em Setembro. Um lugar onde se encontra todos os tipos de flores e decoração, é isso mesmo, decoração. O parque de exposição das flores é todo temático, até o orelhão e as fontes têm formato de flores e folhas. O mais interessante foi encontrar por lá um espaço destinado à decoração e ao paisagismo integrados, principalmente em ambientes domésticos. Os designers e paisagistas criam jardins, escritórios e até quarto de brincar utilizando o paisagismo para levar mais alegria aos ambientes.
O mais interessante é saber que mesmo quem apenas cuida das flores, que são as pessoas que promovem essa feira, estão interessadas em agregar valores e trazer o design para isso acontecer.

Espero poder voltar sempre, pois além de ser bem recebida, tudo lá é muito legal.