22 de jun de 2008

Adaptação às Necessidades

Ao fazer um projeto, o profissional de design, arquitetura e paisagismo deve se preocupar principalmente com as necessidades dos clientes e fazer com que o útil e o funcional seja também bonito e agradável.

Um projeto completo exige uma dedicação imensa do profissional e do cliente, pois um depende do outro para fazer tudo, literalmente. Ou seja, o profissional precisa saber tudo sobre seu cliente, desde a rotina do dia-a-dia, até seus hobbies e passeios preferidos.

Muitos profissionais, inclusive eu, preferem fazer um tipo de entrevista onde as perguntas são exclusivamente sobre a vida do cliente. Abaixo coloquei algumas das questões mais importantes desse questionário:

- Quantas pessoas vão morar / trabalhar no local?
- Qual a idade dessas pessoas?
- O que elas fazem? Trabalham, estudam, que horas estão em casa?
- Qual é o hobby de cada uma?
- O imóvel é próprio ou alugado?
- Por quanto tempo pretendem permanecer no imóvel?
- Que cores mais gostam e que cores não devem ser usadas?
- Pedidos do cliente. (pode ser um banheiro maior, ou uma lareira na sala, ou ainda um criado mudo diferente)
- Estilo do cliente. (clássico, contemporâneo, moderno, se gosta de misturar materiais ou se tem um gosto monocromático)

Entre outras perguntas, essas são as que fazem a diferença, pois podem alterar completamente a cara de uma casa ou de um ambiente comercial. Além de fazer os ambientes ficarem esteticamente mais bonitos sem perder a função, os clientes devem se preocupar também com algumas coisas que são difíceis de prever, mas que, infelizmente, todos nós estamos sujeitos: a deficiência física.

Ter uma casa adaptada para portadores de necessidades especiais não é uma obrigação para residências, apenas para imóveis comerciais, mas é sempre bom ter algumas das recomendações aplicadas no seu imóvel para evitar que no futuro, por qualquer eventualidade, não seja necessário reformar a casa inteira.

Uma casa pode ser adaptada sem perder espaços importantes, criando portas de 90 à 95cm, escadas devem ser evitadas e rampas devem ser colocadas no lugar, os banheiros devem conter barras de apoio presas nas paredes e degraus de um ambiente para o outro também devem ser evitados. Tudo isso pode ajudar um cadeirante a se movimentar melhor, e até você pode se sentir mal ao tomar banho e, ter as barras para se apoiar, seria de grande ajuda. Além disso, a distribuição correta dos móveis facilita a movimentação até para quem não tem nenhuma deficiência.

O que não podemos esquecer quando estamos construindo, reformando ou apenas alterando algumas coisas dentro de casa é que antes da beleza vem a funcionalidade dos ambientes e dos objetos, e que a beleza deve ser adaptada a essa funcionalidade, para que você possa ter uma casa bonita e que “funcione” muito bem!

Foto do Site: http://www.realnobile.com/santa-monica-jardins-2a-fase-casas-condominio-fechado-barra-da-tijuca.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para dúvidas, sugestões, comentários ou qualquer outra informação que achar importante, deixe sua mensagem aqui!