20 de jul de 2009

Jundiaí

Esse final de semana estive em Jundiaí. Já tinha conhecido a cidade em um passeio que fiz há uns 4 anos. Passei pela Estação de Trem de Jundiaí, depois pelo Museu Ferroviário da Companhia Paulista e, por último, no Jardim Botânico de Jundiaí. A cidade está bem diferente do que vi, mas está melhor, com uma nova e melhor infraestrutura surgindo e restauração do patrimônio histórico. O percurso até a cidade foi feito de trem mesmo, partindo da estação da Luz, sentido Francisco Morato, e depois de Francisco Morato até Jundiaí, em um segundo trem, menor que o tradicional. O percurso total levou aproximadamente 1h30min na ida e 1h40min na volta.


A estação de trem de Jundiaí é um caso a parte, ela ainda está conservada como foi construida originalmente, apenas adaptada para os tempos atuais. O telhado ainda é de madeira, a estrutura ainda é de ferro e o chão de lajotas antigas. A parte de alvenaria é toda de tijolos aparentes.


O Museu Ferroviário da Companhia Paulista é mantido na antiga oficina da Ferrovia e abriga objetos utilizados quando ela ainda funcionava como Santos - Jundiaí. Sinos, avisos de estações, locomotivas, locobreques, vagões, carros, motores, poltronas, roupas, miniaturas, projetos, todos esses objetos estão guardados, e bem guardados nesse museu. O atendimento lá também foi excelente, o Sr. Carlos foi muito atencioso e nos deu várias explicações sobre o que havia no museu e os futuros projetos de restauro.
No Jardim Botânico muitas coisas estavam diferentes de quando vi, agora existe um viveiro de orquídeas com fonte, algumas fontes estavam em reforma, há também um Jardim Japonês e coleções de plantas, como Hemerocalis e Palmeiras. Existe um mirante de onde é possível avistar parte da cidade e parte da linha do trem.


A cidade é muito bonita e está muito bem conservada, mas ainda precisa que seus governantes prestem mais atenção no patrimônio que têm, pois não é só patrimônio do Brasil, é um patrimônio do mundo.


Essas casinhas logo abaixo foram tiradas de uma rua bem perto da estação de trem, chama Rua Prof. Anna Rita Ludke. Todas foram reformadas e são lindas, em arquitetura estilo colonial.

A última foto é de uma mesquita islâmica bem próxima da estação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para dúvidas, sugestões, comentários ou qualquer outra informação que achar importante, deixe sua mensagem aqui!