30 de out de 2009

31º Panorama da Arte Brasileira - MAM

Uma das mais importantes exposições do calendário nacional, o Panorama da arte brasileira do Museu de Arte Moderna de São Paulo completa 40 anos com uma edição inusual e controversa.

Intitulada Mamõyguara opá mamõ pupé, a mostra de 2009 tem curadoria de Adriano Pedrosa e uma seleção que traz cerca de 30 artistas estrangeiros.

Os artistas são estrangeiros, mas a cultura brasileira é o eixo condutor dos trabalhos. Adriano Pedrosa optou por exibir artistas de fora do país cujas obras são influenciadas pela cultura e arte brasileiras em lugar de fazer um novo recorte da produção de artistas nacionais.

Serviços:
Início: 04 out 2009
Término: 20 dez 2009
Sala: MAM - Grande Sala MAM
Parque do Ibirapuera, portão 3 - s/nº
São Paulo - SP - Brasil
04094-000
Tel.: (11) 5085-1300
Fax: (11) 5085-2342
http://twitter.com/MAM_SP
Horários
Bilheteria: terça a domingo e feriados das 10h às 17h30
Visitação: terça a domingo e feriados das 10h às 18h
Fechado às segundas-feiras (inclusive feriados)
Entrada: R$5,50
Meia entrada para estudantes, mediante apresentação da carteirinha
Gratuidade para menores de 10 e maiores de 65 anos, sócios do MAM e funcionários das empresas parceiras
ENTRADA GRATUITA AOS DOMINGOS

OBS: informações e fotos retiradas do site do MAM

25 de out de 2009

Museu do Ipiranga e Parque da Independência

Hoje estive no Museu Paulista da USP, o Museu do Ipiranga, que fica no Parque da Independência, em São Paulo.


O Museu é lindo, foi construído para ser um monumento, uma homenagem ao D. Pedro I, e com toda essa imponência, ele foi construído incompleto, pois era para ter duas abas laterais. Dentro do Museu é possível ver o projeto completo, em uma maquete enorme.


Os jardins e as fontes que ficam na frente do Museu, mais o Parque da Independência e a Av. D. Pedro são inspirados no Palácio de Versailles, da França. Com tudo centralizado a sua frente. É LINDO!



Foi muito legal ver crianças se divertindo, passeando com os pais, praticando esportes, andando pelo parque... Melhor que ficar em casa em frente à TV :)



Dentro do Museu não pode fotografar, mas é lindo por dentro, vale a pena a visita. O dia estava meio nublado mas deu para tirar bastante foto!

Serviços:
Parque da Independência, s/n.º - Ipiranga - Caixa Postal 42.403 - São Paulo - SP
Exposições: De terça-feira a domingo, das 9h00 às 16h45.
Telefone: 55 11 2065-8000
Ingresso:
R$ 4,00 - Adulto
R$ 2,00 - Estudante (mediante apresentação de carteira escolar)
Entrada gratuita:
- No primeiro e terceiro domingo de cada mês
- Para menores de 6 anos e para maiores de 60 anos
http://www.mp.usp.br/

OBS: todas as fotos do blog foram tiradas por mim!

Prêmio Alphaville de Urbanismo Sustentável

Olha só, vai acontecer o Prêmio Alphaville de Urbanismo Sustentável, que é para alunos de todas as faculdades... Eu ainda não posso participar porque ainda não tive urbanismo, mas quem tiver interesse, vale muuuito a pena.

Objetivos

Incentivar o desenvolvimento de projetos na área de Urbanismo Sustentável, por meio do reconhecimento e divulgação junto a comunidade academica e público em geral, contribuindo, assim, para um Brasil melhor.

Público

* Estudantes universitários de Engenharia e de Arquitetura e Urbanismo de faculdades públicas e privadas de todo o Brasil.
* Coordenadores e professores das Faculdades de Engenharia e de Arquitetura e Urbanismo.

Faculdades

Públicas e Privadas
Premiação

Prêmio para o 1º colocado:

* Troféu exclusivo e R$ 10.000,00

Prêmio para o 2º colocado:

* Placa exclusiva e R$ 7.000,00

Prêmio para o 3º colocado:

* Placa exclusiva e R$ 5.000,00

Prêmio para o 4º ao 10º colocado:

* Diploma

Prêmio para o Professor / Coordenador do projeto vencedor:

* Uma visita monitorada para um ALPHAVILLE no Brasil.

Cronograma

* 25/08/09: Regulamento no site;
* 25/08/09 a 18/12/09: Inscrições;
* 15/01/10: Último dia de entrega dos projetos;
* Março de 2010: Solenidade de premiação;
* As datas poderão sofrer alteraçoes sem prévio aviso.

Comissão Julgadora

* João Audi - Presidente AlphaVille
* Marcelo Willer - Diretor AlphaVille
* Mônica Picavêa - Diretora Fundação AlphaVille
* May East - Diretora GAIA
* Marcelo Todescan - Arquiteto
* Professor Alex Abiko - Professor Titular da Escola Politécnica da USP
* Professor Carlos Leite - Arquiteto e Professor no programa de pós-graduação em Arquitetura & Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Solenidade para Entrega do Prêmio

Março de 2010 em data e local a ser definida, posteriormente e divulgado no site do Prêmio. A data poderá ser alterada sem prévio aviso.

Regulamento
Clique no link do blog, você será direcionado para o site para fazer o download e a sua incrição.

Foto e Informações: do site do prêmio

17 de out de 2009

Exposição Gênesis

Aproveitando o embalo do post anterior, mais uma exposição do MCB, sobre formas e volumetria, desenvolvidas por um artista plástico e arquiteto.

Com 30 objetos tridimensionais do artista plástico Gilberto Salvador, a mostra, em cartaz no jardim do MCB, promove o diálogo entre a arquitetura e a urbe e desafia o olhar dos visitantes. Especialmente elaborados para a exposição, os trabalhos revelam como elementos constantes podem criar diferentes objetos, resultando em formas, cores, ritmos e movimentos que transcendem a arte visual e se inserem de forma marcante no espaço arquitetônico.

Gilberto Salvador habitualmente trabalha com séries, diferenciando uma peça de outra, de modo a estimular um olhar especial para captar as sutilezas formuladas, por vezes com ironia, em outras demandando concentração. Parte de formas geradoras, a genesis. Cada matriz se desloca e se desvia, ora para a lateral, ora para direções opostas, pedindo para serem contornadas e permitindo, na similaridade, captar especificidades.

“Os títulos são pistas, por vezes contrárias, querendo que a significação visual e lúdica seja compartilhada pelo público, o que não é habitual, pois em geral se deseja reconhecer algo pré-existente, o que não ocorre aqui”, diz Maria Cecília França Lourenço, professora titular de História da Arte na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. “As obras carregam aspectos comuns a toda humanidade, trazendo formas geométricas regulares e irregulares, facilitando muito a interação com todos”.

A peça Tripholio, com as dimensões de 2,30 x 2,70 x 2,00m, feita com estrutura de madeira e aço inoxidável, recoberta de fibra de vidro e resina goffrato, terá seu processo construtivo demonstrado em imagens. Ali, também estarão em exposição seis peças de parede criadas por Gilberto Salvador, quatro delas cinéticas.


O artista tem obras implantadas em espaço público e em museus, abarcando pintura, gravura, escultura e arquitetura. Formado na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP) em 1973, desde 1964 se direcionou para as artes visuais, tendo realizado várias exposições.

Realização: Fundação Gilberto Salvador
Patrocínio: Engevix

Abertura: 12/9, às 11h até 25/10
Ingresso: R$ 4,00 - Estudantes: R$ 2,00
Gratuito aos domingos e feriados
Acesso a pessoas com deficiência
Visitas orientadas: 3032-2564/agendamento@mcb.org.br
Estacionamento: R$ 12,00 no dia da abertura; de terça a sábado, até 30 min., grátis;
até 2 horas, R$ 8,00, demais horas, R$ 2,00; domingo: preço único, R$ 10,00.

Exposição Casas do Chile

Depois de muito tempo sem escrever aqui (por falta de tempo mesmo), mais uma vez voltei para colocar coisas interessantes! Na semana passada estive na exposição Casas do Chile, que está no Museu da Casa Brasileira em São Paulo. Para quem gosta de arquitetura vale a visita.

Referência na América do Sul, a arquitetura chilena é apresentada na mostra sob três pontos de vista, com curadoria de Raul Pabst, por meio de diferentes tipologias de casas. Será possível conferir 12 residências que representam propostas selecionadas em bienais chilenas com prêmios e publicações nas principais revistas do mundo; o resultado do concurso mundial Elemental, que selecionou projetos de moradia social no Chile; e o 8 al cubo, com oito casas projetadas por oito dos arquitetos mais importantes daquele país.

Com imagens, vídeos e textos representativos de cada obra, a mostra pretende revelar o uso de novas tecnologias e a crescente busca de identidade arquitetônica que se reflete no desenvolvimento ascendente preponderante na América Latina. “O caminho para o crescimento e o surgimento de grandes obras públicas é resultante de um plano baseado no crescimento e na melhora da qualidade de vida das pessoas”, afirma Raul Pabst, que diz ter dado ênfase na mostra para os arquitetos de até 45 anos para abordar projetos de obras arquitetônicas e o estudo contemporâneo das mesmas.

12 casas – apresentam propostas selecionadas em bienais chilenas com prêmios e publicações nas principais revistas do mundo, como GA Document, Wallpaper, GA Houses , Casabella, A+U, Arquitectura Viva e Abitare Itália. Haverá maquetes em madeira com as 12 casas selecionadas, além de tela LCD com imagens das casas construídas. As 12 casas e os autores de seus projetos: Casa Reutter, de Mathias Klotz; Casa Gatica, de Felipe Assadi e Francisca Pulido; Casa en el Lago, de Gilluermo Acuña; Casa Rojas, de Izquerdo Lehmann; Casa Duque, de Rodrigo Duque; Casa La Reserva, de Sebastian Irarrazabal; Casa Muelle, de Jonas Retamal; Casa Chilena 1, de Smiljan Radic; Conjunto Habitacional Santa Clara, de Owar Arquitectos; Casa Wall, de FAR arquitectos; Casa Wolf, de Mauricio Pezo von Ellrichsausen; Casa em Aconcagua, de German Del Sol.

8 ao cubo – Criado pela Equipe de Arquitetura norte-americana Interdesign, Oito ao cubo é um projeto pioneiro em conceito arquitetônico no Chile. Seu nome simboliza a escolha de 64 arquitetos de prestígio chilenos que criarão oito conjuntos de oito casas, 64 casas no total. Oito ao cubo nasceu como um apelo contra os numerosos projetos imobiliários que se estendem nas periferias de nossas cidades, com casas trazidas desde realidades e histórias diferentes das nossas, imitações com apelos de estilo tendo como resultado final arquitetura de péssima qualidade. Vídeos do projeto “8 al cubo” com seis DVDs apresentarão obras dos seguintes arquitetos: José Cruz; Theodoro Fernandez; Sebastian Irarrazabal; Cecília Puga; Smiljan Radic e Mathias Klotz.

Elemental – Concurso internacional que selecionou projetos de moradia social para o Chile e atualmente tem mais de 10 tipologias de moradias e propostas urbanas em construção no próprio país, foi idealizado pelo arquiteto Alejandro Aravena e promovido em 2003 pela Pontifícia Universidade Católica do Chile, com patrocínio da Fondec (Fondo de la cultura e de las artes) e Copec (Companhia de Petróleo do Chile). Como conseqüência do concurso surge o escritório Elemental que tem atualmente projetos de habitação social no Chile, México e Itália. No Brasil encontra-se em fase de estudo a implantação de um projeto na favela de Paraisópolis. O escritório recebeu pela sua atuação o prêmio Leão de Prata na 10° Bienal de Arquitetura de Veneza. Projetos expostos:

Ganhadores do concurso:
-Antofagasta, Norte do Chile: arquiteto Alejandro Baptista (Uruguay)
-Renca, Santiago: arquiteto Theodoro fernandez (Chile) + Imagens de participação da favela nas ampliações dos projetos
-Temuco, Sul do Chile: arquitetos Künzel e Pasel (Alemanha-Holanda)

Escritório Elemental:
-Iquique, Norte do Chile: arquiteto Alejandro Aravena + Imagens do projeto na Bienal do Milão.
-Lo espejo, Santiago: arquitetos Alejandro Aravena, Victor Oddó, Diego Torres e Fernando Garcia-Huidobro.
-Antofagasta, Sede social: arquitetos Alejandro Aravena, Victor Oddó, Diego Torres e Fernando Garcia-Huidobro
Estes projetos estarão expostos de forma inusitada em estruturas de madeira contendo lentes para visualização em 3D das diversas moradias sociais construídas, além de um filme apresentando as etapas de construção de um módulo habitacional.

Realização: Consulado Geral do Chile
Patrocínio: Allianz Seguros, Huawei e Hunter Douglas

Museu da Casa Brasileira:
Abertura: 15/9, às 19h30 até 18/10
Ingresso: R$ 4,00 - Estudantes: R$ 2,00
Gratuito aos domingos e feriados
Acesso a pessoas com deficiência
Visitas orientadas: 3032-2564/agendamento@mcb.org.br
Estacionamento: de terça a sábado, até 30 min., grátis;
até 2 horas, R$ 8,00, demais horas, R$ 2,00; domingo: preço único, R$ 10,00.
OBS: FOTOS TIRADAS POR MIM :)