5 de jan de 2012

Edifício Rizkallah Jorge

A Cury , em parceria com o escritório Helena Saia, recuperou o Edifício Rizkallah Jorge, antigo ícone de São Paulo, edifício comercial deteriorado na Av. Prestes Maia junto ao Anhangabaú. Com recursos do PAR da CEF, converteu os seus 17 andares com 7472 m2 de construção em 167 apartamentos, tipo estúdio, de área privativa média de 30 m2, com sala/dormitório, cozinha americana com área de serviço integrada e banheiro. Concebido nos anos 40, para ser o Hotel Pingüim da Cia. Antarctica Paulista, foi sede do grupo Votorantim por 20 anos, vendido nos anos 70 para a Beneficência Portuguesa. A deterioração do centro esvaziou o prédio em estilo clássico: pixações, janelas quebradas, ameaça de invasão iminente (estava na lista de um grupo organizado).

O edifício foi comprado pela Cury Empreendimentos em agosto de 2001. A fachada teve todos os elementos originais em bom estado preservados, recuperando-se a cor original, as janelas e portas de ferro e as ferragens antigas em bom estado.

Created with Admarket's flickrSLiDR.

Para evitar pixações, um tratamento com produto especial impermeável. Os elementos originais do saguão, o piso, as colunas e as paredes em mármore de Carrara foram restaurados. As escadas ganharam iluminação de emergência e portas corta-fogo. As demolições internas fizeram do edicício uma "torre de Babel", com uma divis"o diferente em cada andar.

Retiradas as divisórias, resolveu-se a sobrecarga das novas divisões em alvenaria sobre as lajes com o uso de blocos de concreto celular. A colocação das prumadas de gás, elétrica e hidráulica exigiu equipamentos especiais para a perfuração das grossas lajes. No acabamento interno recuperou-se pisos de taco, soleiras e peitoris em mármore. O desafio era criar ao mesmo tempo apartamentos a baixíssimo custo, R$ 24.700,00, a serem arrendados a R$ 174,00 mensais para famílias com renda de 4 salários mínimos, e reestabelecer o antigo esplendor do prédio com sua fachada tombada pelo patrimônio histórico. A parceria entre a Prefeitura Municipal, o Movimento Moradia no Centro, a Cury e a CEF iniciou-se pela experiência piloto da restauração do Edifício Fernão Sales, na região da 25 de Março.

Fonte: www.cury.net/ParDetalhe.aspx?CodPar=18

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para dúvidas, sugestões, comentários ou qualquer outra informação que achar importante, deixe sua mensagem aqui!